quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Vamos ajudar Joaz Silva a participar da Bienal de Florença


O artista plástico Joaz Silva, de 52 anos, vive da arte. Trabalhando em um ateliê no bairro da Estância, Zona Oeste do Recife, gosta de pintar imagens do Agreste pernambucano. Após uma exposição em Caruaru, ele recebeu um convite para participar da 10ª Bienal Internacional de Florença, na Itália. O desafio agora é juntar o dinheiro para conseguir viajar.


A exposição contava com 18 quadros do artista. Nas telas de 50 por 70 centímetros, Joaz usa tinta a óleo para revelar a gente, os costumes, as comidas e os prédios históricos. Seis meses depois da mostra, o artista plástico recebeu um e-mail com o convite para participar da Bienal de Florença, que acontece em outubro. Para sobreviver, Joaz dá aulas de desenho e pintura no ateliê. Desde criança, ele pinta, desenha e faz esculturas. Os quadros selecionados fazem parte da série 'Linguagem do Agreste', em que o homem do Agreste é retratado.


Apesar do amor pela arte, ele admite que nunca imaginou que teria a chance de ir tão longe e seguir para a Itália para mostrar sua arte. "Isso é decorrente, eu creio, dos trabalhos que venho desenvolvendo. São 20 anos de carreira. E eu agradeço à direção do Museu do Barro [em Caruaru] por ter acolhido meu trabalho lá", afirma Joaz. 


Joaz Silva abriu uma página na internet para arrecadar doações para a viagem. Ele já conseguiu a passagem. O dinheiro agora é necessário para hospedagem, alimentação e transporte na Itália. 


Por tudo isso é que estamos convocando a sociedade, para que possamos juntos ajudar o nosso artista a representar Pernambuco na Bienal de Florença na Itália. 

Visite a sua pagina na internet para arrecadar doações: https://www.startando.com.br/joaz-silva-vai-para-x-bienal-florenca  





Com você no III Carnaval de Zé Puluca