quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Em 2016 eles serão gigantes do III Carnaval de Zé Puluca


Dois Artistas da arte popular de Bom Conselho. De um lado o Poeta, Escritor e Compositor do distrito da Barra do Brejo. Já do outro, o Menestrel do Coco do distrito de Rainha Izabel, Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco. A Associação dos Músicos Amadores de Bom Conselho, tem a honra e o privilegio de homenagear, Augusto Gomes (Seu Duda) e Tomaz Leão (Galo Preto). Dois ilustres bomconselhenses, que jamais em tempo algum tiveram vergonha de expressar seu amor diante da terra que os viram nascer. Duas artes totalmente distintas, comprometidas com os valores de suas raízes. Dois artistas que nunca deixaram de amar uma Bom Conselho, ainda adormecida diante dos seus valores culturais.


Galo Preto Patrimônio Vivo de Pernambuco será homenageado no III Carnaval de Zé Puluca


O Menestrel do Coco, Tomaz Aquino Leão, o Galo Preto, será homenageado no III Carnaval de Zé Puluca. Galo Preto que é filho natural de Bom Conselho, nascido no distrito de Rainha Izabel é Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco. Na década de 1970 ganhou visibilidade nacional com apresentações em programas da televisão nacional. Cassino do Chacrinha e Programa Flávio Cavalcante. Foi parceiro de personalidades da música popular brasileira, como Jackson do Pandeiro, Luiz Gonzaga, Arlindo dos Oito Baixos e Jacinto Silva. Apesar de ser bastante conhecido no mundo artístico cultural, Galo Preto ainda é um ilustre desconhecido na sua (Bom Conselho). Por iniciativa da AMABC, Tomaz Aquino Leão, será homenageado no III Festejo que rende gratidão a memória do Maestro José Duarte Tenório, onde será confeccionado um Boneco Gigante, em alusão a sua memória viva. 


Falando um pouco do nosso trabalho


Estamos trabalhando em passos firmes para realizamos o II Carnaval de Zé Puluca. Um Projeto de resgate, valorização, preservação e difusão as expressividades artísticas de Bom Conselho. Nossa festividade visa render homenagens a memória do saudoso Maestro José Duarte Tenório, Maestro Puluca e seus homenageados.  Falar de Puluca se faz necessário lembrar que o mesmo dedicou a sua vida aos encantos da música, celebrando festejos de casamentos, aniversários, batizados, formaturas, festas de Santos e carnaval. Nesse particular revelamos um pouco dos bastidores dessa jornada cultural, onde requer muita dedicação e amor sobre a causa. As dificuldades estão constantemente em plena batalha, esforços que se arrastam até o último momento da nossa principal atração de Palco. São necessários meses de planejamentos e estratégias, voltados pra execução de um projeto tão ousado como é o Carnaval de Zé Puluca. Em 2015 serão 5 gigantes que desfilarão pelas ruas de Bom Conselho. Levando a necessidade da contratação de 10 manipuladores de Bonecos da cidade de Olinda, tendo em vista para que os bonecos possam desfilarem pelas ruas, se fazem necessários que haja dois bonequeiros por gigante. Acrescido contratação de 10 passistas da cidade do Recife. Garantindo transporte para busca-los e leva-los até as suas cidades de origem, devidamente alimentados. A folia de Puluca necessitará ainda a contratação de: seguranças, pernas de pau, papangus, caiporas, três atrações de palco, caboclos de lança e um corpo de 30 músicos para orquestra itinerante, que conduzirão os foliões do festejo de Puluca, até o Polo das atrações. Precisaremos contar com a contratação de palco, iluminação e som. Como bem ver, uma verdadeira força tarefa em prol da realização do II Carnaval de Zé Puluca possa acontecer. Tudo isso para que a memoria dos nossos artistas não sejam esquecidas.