quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Carnaval de Zé Puluca de Beijos e Amores


Das fantasias nascem as paixões que crescem em cada olhar, vejo meninas e meninos muito tímidos a se olhar, qual era mesmo a fantasia que o meu amor estava usando? quem se importa em saber se o beijo que ganhei me fez logo adormecer, quem disse que vou acordar se quero mesmo é sonhar, eu vou com meu amor para o carnaval me esbaldar, avisa seu Zé Puluca, que prometo em vê-lo passar, mais aquele beijo, eu sei que vou ter que dar, Salve Zé Puluca meu padrinho e do meu amor, se não fosse o seu carnaval eu não seria o que sou, se der tudo certinho prometo que vou, amar e beijar infinito o meu grande amor.

Eu quero entrar na folia meu bem, você sabe lá o que é isso?


Folião, que é folião não tem idade, Geovana que não é besta, já está no clima. Carnaval de Zé Puluca? Vai sim,  de “HAVAIANA”, já papai e mamãe já sabem, muita água, suco e frutas, afinal ninguém vai querer ficar de fora da brincadeira.

 “... Zé Puluca tem atração viu / que ninguém pode resistir/ Um frevo desses que faz / demais a gente se distinguir / Deixa o frevo rolar / Eu só quero saber / Se você vai ficar / Ai, meu bem, sem você /Ai, não há carnaval / Vamos cair no passo/ E a vida gozar..."


Carnaval de Zé Puluca Vixe Maria!


Lá vem o Carnaval de Zé Puluca, Vixe Maria, com sua tradição com bastante folia, lá vem a grande orquestra tocando o frevo no meio da multidão, tem louras e morenas para a gente sorrir, menino avisa que Zé Puluca já vem por ai, festeja meu povo, que a alegria está de novo, no rosto do povo com sorriso a colorir, quem não acredita ou até duvida, vai ter que assumir, duvido quanto foi o dia da festa, vocês não vão querer vim.