domingo, 5 de junho de 2016

O Mundo Encantado dos seguidores da cultura de Luiz Gonzaga


Sobre o comando da Tia Renúbia, as crianças do Mundo Encantado vivenciaram uma experiência marcante em suas vidas. Passaram a conhecer os encantos da cultura de Luiz Gonzaga, legado construído pela influencia de saudoso Januario, pai do Rei do Baião. É na escola que as nossas crianças passam a ter acesso a história da sua cultura. Identidade essa que definirá sua formação diante dos seus amigos e familiares. "Olhar a gigantesca estrela no chapéu de cada criança, é ter a certeza que o legado de Luiz Gonzaga brilhará para todo sempre no coração dos futuros multiplicadores da nossa cultura. A todos que fazem o incrível CENTRO EDUCACIONAL MUNDO ENCANTADO nossos aplausos, nosso respeito, nossa admiração". Ajuizou Carlos Alberto, presidente licenciando da Associação Dos Músicos de Bom Conselho 

“Meu nome é Luiz Gonzaga, não sei se sou fraco ou forte, só sei que, graças a Deus, té pra nascer tive sorte, apois nasci em Pernambuco, o famoso Leão do Norte. Nas terras do novo Exu, da fazenda Caiçara, em novecentos e doze, viu o mundo a minha cara. No dia de Santa Luzia, por isso é que sou Luiz, no mês que Cristo nasceu, por isso é que sou feliz.” Poema do Rei do Baião
 
Viva Luiz Gonzaga. Rei do Baião!!!


Encontro de Sanfoneiros e concurso de quadrilhas juninas, porque não?


Se observamos bem na programação do 23º ForróBom, veremos que nos dias 25 (sábado) e 26 (Domingo) desse mês corrente, não haverá apresentação artística alguma no Parque de Exposição Demário Borba, espaço esse onde será realizado mais um festejo junino de Papacaça. Bem que a Prefeitura Municipal de Bom Conselho poderia promover um Encontro de Sanfoneiros, assim também um Encontro com as Quadrilhas Juninas da nossa municipalidade. Dando oportunidade para os mestres sanfoneiros, apresentarem suas musicalidades. Já as quadrilhas juninas, participariam de um concurso, mostrando todo seu esplendor e tradição. Uma ótima oportunidade também para o fortalecimento no fluxo de caixa do município, proporcionando mais dias de movimento financeiro para os prestadores de serviços em segurança, hotéis, barraqueiros, bares e restaurantes, táxis e mototáxis, vendedores de espetinhos, supermercados, distribuidoras de alimentos e bebidas, ambulantes e pizzarias. Uma ótima oportunidade em oferecer mais dias de diversão, ao povo bonconselhense.

IV CARNAVAL DE ZÉ PULUCA: Vai ser de babaixá, e de balacumbaca...


Bom Conselho: O dia em que a cultura virou assunto de audiência pública



Por: CARLOS ALBERTO


Como leitor assíduo dos blogs bonconselhenses, tomei conhecimento que será realizado nessa próxima segunda-feita (6), um Audiência Pública, cujo o tema é “ForróBom”. A mídia escrita local destacou em suas publicações, que o gestor municipal de Bom Conselho, foi à rádio recentemente, onde defendeu veemente a realização da 23ª Edição do festejo mais importante do nosso município. Como militante na defesa por mais cultura em prol de Papacaça, confesso que fiquei feliz em poder saber, que um pequeno pedaço da nossa cultura, será abordado como assunto de interesse público. Antes de dar a continuidade das minhas humildes palavras, deixo aqui registrado, meu irrestrito apoio a realização do 23º ForróBom! Entendo que tal questionamento entre realizar ou não o nosso glorioso arrasta-pé, não esteja apenas limitado “na realização do evento”, mas, sim “de que maneira o festejo será realizado”. Como a palavra, o povo de Bom Conselho. Independentemente do resultado, a realização da referida audiência abre uma importante janela para futuras discussões sobre a CULTURA em Bom Conselho. Já que há um entendimento que eventos como o ForróBom, “gera trabalho e renda para quem vende o seu espetinho e quem tem uma distribuidora. Quem serve um café em um hotel e ao dono do hotel". "A importância cultural do evento, tradicional e que oferece vários ganhos para com o município, aquecendo a economia em todas as áreas”. O que claramente já demonstra, uma total consciência que realizar movimentos culturais em nosso município, é sem duvida um negocio bastante rentável. Porém, só não entendo, porque a governabilidade municipal não promove mais eventos desse porte. Se observarmos atentamente, veremos que a nossa cidade apenas tem como evento de massa, realizado pela Prefeitura Municipal de Bom Conselho, o ForróBom, e mais nada. A cidade de Garanhuns, a bom exemplo, realiza anualmente o Festival Viva Dominguinhos e o Festival de Inverno. Onde recentemente trocou o Festival de Jazz, pelo Festejo Natalino. E Terezinha, Cidade irmã vizinha da nossa querida Bom Conselho, que realiza também todos os anos a Festa da Juventude e Festejo Junino, atraindo um grande numero de turistas para suas cidades. Que tal além do ForróBom, uma atenção melhor nos festejos momesco de nossa cidade, além do distrito de Rainha Izabel, uma atenção especial a Sede da nossa cidade. Já pensou a retomada do nosso antigo Carnaval, 4 dias de folia em nossa cidade. Assim como o ForróBom ajudaríamos os barraqueiros, táxis e mototáxis, transportes alternativos, prestadores de serviços em seguranças, ambulantes, bares, hotéis, restaurantes, distribuidoras de alimentos e bebidas e supermercados a gerar mais empregos e rendas. Vamos investir mais recursos em novas festividades, como a Festa de São Sebastião, a Festa da nossa Padroeira, Nossa Senhora de Bom Conselho. Se dividirmos bem os recursos público, certamente geraremos muito mais renda e emprego para a nossa gente!