quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

GIGANTES DO CARNAVAL DE ZÉ PULUCA: E seus manipuladores

Willam e Vinicius
A manipulação de um boneco gigante necessita a contratação de 2 bonequeiros, onde se os mesmos se revezam entre sim, durante todo o percurso carnavalesco. Os manipuladores na verdade são a alma de cada boneco, dando aos mesmos vida, através dos seus movimentos acrobáticos. Sua participação é imprescindível para o manejo dos gigantes de qualquer carnaval.  

Basto Peroba, Tonho de Dinda, Pedro de Lara
Ivan Crespo, Galo Preto, Zé Puluca e Ariano Suassuna
Em 2014 o Carnaval de Zé Puluca iniciou sua jornada cultural carnavalesca com 2 Bonecos Gigantes (Zé Puluca e Pedro de Lara), necessitando a contratação de dois manipuladores de bonecos. Na II Folia de Zé Puluca (2015), chegaram mais 2 novos gigantes (Basto Peroba e Ariano Suassuna), com isso foram necessários contratar 8 manipuladores de bonecos.

Vinicius, Willam, Neném e Canja
Com a chegada da 3ª Edição do Carnaval de Zé Puluca (2016), mais 3 novos bonecos gigantes se integraram ao patrimônio da AMABC. Foram necessários assentar 14 manipuladores de bonecos gigantes. Com a chegada do gigante de Audálio mais 2 bonequeiros tiveram que ser contratados. Totalizando 16 manipuladores de bonecos gigantes na III Folia de Zé Puluca. De certo é que a cada chegada de um novo boneco gigante, sempre será necessário a contratação de mais manipuladores da cidade de Olinda. Gente que amam seu oficio, sua arte. Dando vida aos homenageados do Carnaval de Zé Puluca. Animando e despertando o olhar curioso, ou até mesmo assustado daqueles, que a cada ano saem de suas residenciais, para contemplarem os bonecos gigantes do Carnaval de Zé Puluca.


SEGURANÇA NO CARNAVAL DE ZÉ PULUCA: Comparativo 2014 / 2015 / 2016

Seguranças da Pit Bull
Em tempo de violência, realizar um evento da grandeza do Carnaval de Zé Puluca sem obter em seus registros sinais de qualquer natureza de agressões.  Já é um bom motivo de grande comemoração. A Folia de Zé Puluca durante suas três edições não obteve registro de violência ocorrida durante as festividades de 2014 / 2015 / 2016. 

I Carnaval de Zé Puluca (2014)
Isso graças a um trabalho que envolvem, serviço particular de segurança, em parceria com Policia Militar do Estado de Pernambuco. Em 2014 foram contratados 10 profissionais em segurança particular para a nossa 1ª Edição carnavalesca. Em 2015 foram disponibilizado 15 seguranças objetivando em oferecer tranquilidade durante o festejo de Puluca. Já em nossa 3ª Edição, foram contratados 40 profissionais da PIT BULL SEGURANÇA. Parceiro presente nas III Edições do Carnaval de Zé Puluca.

Ném e Aninha (Pit Bull)
Diante do crescimento significativo na contratação de profissionais em segurança. A AMABC demonstra de forma clara, sua real intenção no requisito de segurança em prol dos seus foliões. Para Carlos Alberto segurança é fator prioritário para realização de qualquer evento. "Se tratando do Carnaval de Zé Puluca. Todos foliões de Puluca são verdadeiros patrimônios, que precisam ser bem cuidado. Sem o povo, jamais haverá sentido em realizar a Folia de Puluca. Graças ao excelente serviço em segurança tanto pela Policia Militar de Pernambuco, em parceria com a Pit Bull Segurança. Anualmente a presença de crianças durante a realização do Carnaval de Zé Puluca vem crescendo". Pontuou Carlos Alberto.

Pit Bull Segurança. (87) 9.8137 6862.


PASSISTAS DO CARNAVAL DE ZÉ PULUCA: Comparativo 2014/2015/2016

Visivelmente pelas fotos acima, já de cara dar pra ver nitidamente, que houve um crescimento considerado em números de passistas no Festejo de Puluca. Na I Folia de Zé Puluca a AMABC contratou 10 passistas de Frevo. Na 2ª Edição foram 15 dançarinos da arte de Frevo que apresentaram suas coreografias pelas ruas de Papacaça. 

Passistas do I Carnaval de Zé Puluca (2014)
Já nessa última edição o III Carnaval de Zé Puluca, 40 passistas de Frevo levaram a arte de uma dança genuinamente pernambucana, as ruas de Bom Conselho. 


Isso é cultura! Resgatada, valorizada, preservada e difundida. Engana-se que pensa que o Carnaval de Zé Puluca não tem identidade. Nossa proposta é levar o frevo de Pernambuco as ruas de Bom Conselho. Por isso que somos declaradamente uma agremiação carnavalesca de frevo. Temos consciência que precisamos melhorar bastante, porém as referidas melhorias virão com o tempo, onde se fará necessário obter uma arrecadação ou doação de serviços (Município/ Estado/ União) mas representativa.


Mais é inegável a existência de investimentos com fins de melhoramento dos festejos de Zé Puluca. Esse modesto comparativo é apenas uma pequena demonstração o quanto estamos compromissados em realizar sempre uma grande prévia carnavalesca. Se ainda não estamos atendendo algumas perspectivas, queiram nos perdoar. Estamos trabalhando para realizar sempre dentro das nossas condições, uma folia carnavalesca de qualidade.