quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

GIGANTES DO CARNAVAL DE ZÉ PULUCA: E seus manipuladores

Willam e Vinicius
A manipulação de um boneco gigante necessita a contratação de 2 bonequeiros, onde se os mesmos se revezam entre sim, durante todo o percurso carnavalesco. Os manipuladores na verdade são a alma de cada boneco, dando aos mesmos vida, através dos seus movimentos acrobáticos. Sua participação é imprescindível para o manejo dos gigantes de qualquer carnaval.  

Basto Peroba, Tonho de Dinda, Pedro de Lara
Ivan Crespo, Galo Preto, Zé Puluca e Ariano Suassuna
Em 2014 o Carnaval de Zé Puluca iniciou sua jornada cultural carnavalesca com 2 Bonecos Gigantes (Zé Puluca e Pedro de Lara), necessitando a contratação de dois manipuladores de bonecos. Na II Folia de Zé Puluca (2015), chegaram mais 2 novos gigantes (Basto Peroba e Ariano Suassuna), com isso foram necessários contratar 8 manipuladores de bonecos.

Vinicius, Willam, Neném e Canja
Com a chegada da 3ª Edição do Carnaval de Zé Puluca (2016), mais 3 novos bonecos gigantes se integraram ao patrimônio da AMABC. Foram necessários assentar 14 manipuladores de bonecos gigantes. Com a chegada do gigante de Audálio mais 2 bonequeiros tiveram que ser contratados. Totalizando 16 manipuladores de bonecos gigantes na III Folia de Zé Puluca. De certo é que a cada chegada de um novo boneco gigante, sempre será necessário a contratação de mais manipuladores da cidade de Olinda. Gente que amam seu oficio, sua arte. Dando vida aos homenageados do Carnaval de Zé Puluca. Animando e despertando o olhar curioso, ou até mesmo assustado daqueles, que a cada ano saem de suas residenciais, para contemplarem os bonecos gigantes do Carnaval de Zé Puluca.