quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Encontro de maestros macará IV Carnaval de Zé Puluca




O Bloco dos Tremendões de Palmeira dos Índios/AL, prestigiará o IV Carnaval de Zé Puluca com a presença do seu ilustre boneco gigante, que faz alusão ao saudoso maestro Manoel Moraes. Grande musicista e empresário alagoano. Em vinda os maestros Zé Puluca e Manoel Moraes eram amigos e chegaram a tocarem juntos e bailes de formaturas e carnavais. Hoje suas ausências são preenchidas pelas presenças dos seus gigantes, que mantém viva a doce lembrança artística de suas musicalidades. E nesse encontro de maestros, Pernambuco e Alagoas se unem em um só ritmo. O Frevo Pernambucano. A história registra que no passado Pernambuco e Alagoas já eram formados por um único só estado. Hoje separado de forma distinta, carregam em suas tradições culturais, amor incomensurável pelo frevo.  



O Inesquecível Manoel Moraes


                                                        Compositor: Maestro Francisco Aguiar


Cadê nosso maestro Manoel Moraes / Partiu pra Eternidade e não volta mais / Deu show com seus arranjos alegrou os corações / Cadê os Tremendões que não tocam mais!!!  Saudade é o que ficou em seu lugar / Saudades que nos fez tanto chorar / Dancei alegremente ao som do seu trombone / Trombone teve um nome Manoel Moraes / Trombone fez um nome Manoel Moraes.  Para, pá, pá / Para, pá, pá, pá, pá / Para pá, pá, pá, pá / Para pá, pá, pá, pá, pá / Para pá, pá.