domingo, 15 de janeiro de 2017

HOMENAGEM A ANDRÉA TENÓRIO: AMABC libera layout da camisa


A Direção do Carnaval de Zé Puluca prestará homenagem à saudosa ANDRÉA TENÓRIO. Vitima de um acidente de veiculo de transporte pesado. Deixando amigos e familiares em pleno convívio de muita tristeza e saudade. O incidente ocorreu horas antes da realização da 3ª Edição da Folia que presta homenagem a memória do maestro Zé Puluca. Deixando toda população bonconselhense consternada, diante do seu precoce falecimento. No dia 30 de Janeiro desse corrente ano, será celebrado pelos seus familiares, um ano de sua partida. Com a devida  autorização de seus pais, o presidente Carlos Alberto, mandou o caricaturista Jeff Lourenço desenvolver um layout que pudesse externar o sentimento de carinho do movimento carnavalesco de Puluca em homenagem a sua memória. Serão apenas disponibilizadas 100 unidades da “CAMISA ANJO” para venda. Ao preço de R$ 32,00 Reais a unidade. Toda receita da venda das camisas, serão para pagar custos de suas confecções, ficando o saldo restante, para ajudar nos custeios do IV Carnaval de Zé Puluca. 


Orquestra de Frevo Boneco Doido, é a pedida da Folia de Puluca para 2017


A Direção do Carnaval de Zé Puluca anuncia a Orquestra de Frevo Boneco Doido da Cidade de Garanhuns para comandar o Frevo da 4º Edição do Festejo de Puluca. Sobre o Comando de Henrique César, musicista da Centenária Orquestra Manoel Rabelo. O ritmo  do Cortejo dos Gigantes do Carnaval de Zé Puluca terá um corpo musical composto por 30 musicistas do genuíno Frevo de Pernambuco. Imortais hinos das agremiações pernambucanas: Batutas de José, Vassourinha, Ceroulas, Elefante de Olinda, Pitombeira dos 4 Quatros, Galo da Madrugada serão executados. Composições de Capiba, Nelson Ferreira, Alceu Valença, Lenine, Elba Ramalho entre outros, farão parte dessa grande tocada. Que animará os foliões de Puluca na celebração dos 90 Anos do maestro José Duarte Tenório e o escritor Ariano Suassuna.  


IV CARNAVAL DE ZÉ PULUCA: Mesmo consternado, reergueremos o nosso Estandarte

Nesse momento de tristeza precisamos dar continuidade a vida. Tarefa essa não das mais fáceis, principalmente quando testemunhamos uma perda irreparável do amigo Capitão Gilson Marconi. O Carnaval de Zé Puluca acredita que cada um de nós, temos uma missão a ser comprida nessa vida. E assim como foi ensinado aos seguidores de Jesus Cristo: Deus fez o homem imortal e a sua semelhança. Vida que segue. Vamos reerguer novamente o nosso estandarte, mesmo diante dessa profunda tristeza. Vamos as ruas abrir janelas e portas. Pedindo as bênçãos dos céus. E assim como frutas e verões, no dia 19 de Fevereiro desse corrente ano, a Folia de Puluca ressurgirá as ruas de Bom Conselho. Espalhando brilhos e cores. E nessa magia de momo. Assim como as flores na primavera. A vida abrirá novos sorrisos de esperança e alegria, de um povo digno e guerreiro. Que a cada dia de um novo ano, trabalham arduamente, na construção de uma Bom Conselho mais forte e prospera. Que toquem os clarins de momo, pois a  Folia de Puluca vai passar!