sábado, 17 de agosto de 2013

A Arte do Imaginário Reisado do Mestre Basto ...


O Mestre do Reisado da Parmalat SEBASTIÃO DA SILVA (Mestre Basto), a convite da AMABC se apresentou na Rádio Papacaça, uma iniciativa da Associação dos Músicos Amadores de Bom Conselho, que vem difundindo as belezas adormecidas das artes populares de Papacaça, tudo isso só é possível graças ao apoio e parceria da Rádio Papacaça com a AMABC que prezam pelo resgate, pela difusão e valorização da cultura de Bom Conselho. Essa parceria foi abraçada pelo empresário HELIO URQUISA, por entender da grande importância que a cultura tem na formação dos Cidadãos bomconselhenses.


Mestre Basto apresentou canções do imaginário reisado da Rua dos Caçambas, arte essa herdado pelo seu saudoso pai Mestre Antonio da Pipoca, ao som de uma zabumba e violão Bom Conselho ouviu a riqueza de uma reisado, esquecido e desprestigiado por aqueles que deviam valorizar e difundir sua cultura, vale registrar que o Reisado do Mestre Basto só ganhou espaço para apresentação, graças a iniciativa do então Diretor de Cultura José Roberto em 2009, que incluiu sua apresentação no Festival de Inverno de Garanhuns, de lá pra cá apenas restou a saudade da última apresentação.


Ouvimos de tantos que prezam pela cultura bomconselhense palavras de justificativas que nunca se justificaram, pela ausência de ações em prol da nossa cultura de raízes, verdadeiro abandono que levou a nossa cultura está no que está (Pasme!). Não estamos aqui falando por falar, nem estamos atrás de culpados, queremos ações que possam da destaque os artistas de Bom Conselho no cenário de Pernambuco.  Segundo o dicionário Aurélio – cultura tem sua origem no latim cultura, que significa cultivar o solo, cuidar, somatória de costumes, tradições e valores - é um jeito próprio de ser, estar e sentir o mundo, ‘jeito’ este que leva o indivíduo a fazer, ou a expressar-se, de forma característica. Ora, SER é também PERTENCER – a algum lugar, a alguma fé ou a um grupo, seja família, amigos ou povos. Daí ser a cultura um forte agente de identificação pessoal e social, um fator essencial na promoção da saúde. O indivíduo deve encorajar a diversidade na área, lembrando que o conhecimento inovador é responsável por produzir transformações no cotidiano. A cultura produz identidade e coesão social.


Ter acesso à cultura é primordial para o crescimento do ser humano. Por isso, quanto mais políticas públicas forem criadas para que as comunidades mais carentes tenham acesso a arte, música e demais manifestações artísticas, maior será o resultado positivo destas ações. A arte é uma das maneiras mais eficazes para manifestação de novas tendências e até mesmo para criar conceitos e inserir novas maneiras de abrir a percepção do ser, em relação ao mundo, a vida, ao amor e também as relações humanas.


O mundo da cultura é amplo e ilimitado. Através dele é possível chegar a lugares inimagináveis e alcançar objetivos abstratos. Sonhar é um ato necessário para o ser, porém, para sonhar é preciso inspiração, criatividade e claro, motivação. Isso tudo é possível nascer através do contato com as formas de expressões artísticas. Seja o cinema, os livros, uma exposição temática, através de fotografias ou até mesmo por sons e pela música. Não importa qual o tipo de música estará ao alcance do ser, afinal o importante é que nas horas de descanso, lazer e até relaxamento, o cidadão possa ter acesso ao seu gosto musical predileto. O que é cultura? Essa pergunta poderia gerar horas e mais horas de conversa, porém, vou resumir a uma palavra ‘tudo’, isso mesmo, tudo é cultura.


Aquilo que nós vivemos e o que estamos vivendo, faz parte do processo de construção da nossa história, ou seja, é nossa cultura. Estudar história é conhecer a cultura dos povos, assim, é muito importante saber o que aconteceu no passado para não erramos no presente e assim por diante.