quarta-feira, 21 de agosto de 2013

o Reisado do Mestre Pedro ...


No Reino de Mestre, Contramestre, Rainhas, Reis, Mateus, Catarina e Boi, encravado no Distrito de Rainha Izabel, já insistiu o Reisado de PEDRO CAVALCANTE DE BARROS, Mestre Pedroque desde dos seus 12 anos de idade, já participava das festas de reisados em sua comunidade, com o decorrer do tempo, a brincadeira foi ficando mais adulta e Pedro realizou seu grande sonho, ter seu próprio reisado, assim o fez, o menino virou Mestre de Reisado.



Em tempos áureos, a convite do Padre Dom Caríssio, seu reisado participou do Ciclo Natalino em Bom Conselho por três anos, Auto natalino esse, fusão de cenas e cantos de reis com as congadas. Sincretismo dos encantos divinos, o bumba-meu-boi anunciava a Chegada do Messias, homenageando os Três Reis Magos, dançando, cantando e dialogando, apresentavam os mais garridos trajes de colores vibrantes – saiotes e capas de cetim, guarda-peito e chapéu com enfeites de espelhos, vidrilhos lantejoulas, perólas muídas e fitas coloridas.   


Com o decorrer do tempo, as cores do reisado do Mestre Pedro foram desbotando, e assim mais uma tradição de Bom Conselho se transformou em cinzas, em desabafo a direção da Associação dos Músicos Amadores de Bom Conselho, o Mestre de Reisado falou em prantos sem lagrimas, a profunda tristeza que se crepitou no seu coração, que por falta de apoio e incentivo dos poderes públicos, levou seu reisado de décadas, a extinção. Mestre Pedro se despende cantando. “ ... Dono da casa Adeus que eu me vou, Até para o ano Se nós vivo for...”