domingo, 2 de novembro de 2014

O Carnaval de Zé Puluca e sua importancia socioeconômica para Bom Conselho



O turista que busca festejar o Carnaval em ritmo de nostalgia, ao som de marchinhas, com direito a desfile de fantasias, em cenário distante das grandes cidades verticais, tem na região do interior dos estados a alternativa para os quatro dias de festas e acaba por ser o impulso para a economia local.

Cidades do interior que oferecem opções para o período encontrarão uma ferramenta forte para desenvolver economicamente o município, gerando empregos e movimentando grandes volumes financeiros.

Como a proximidade do carnaval, a expectativa é que a cidade de Bom Conselho  comece a se esvaziar durante o festejo de Momo de 2015, isso porque diversos bomconselhenses procuram cidades praianas para passar o período carnavalesco. Dentre os destinos mais requisitados pela nossa gente estão as praias do litoral sul de Alagoas.

Todos os anos estimam-se que pelo menos 30% dos munícipes de Bom Conselho, passam o seu carnaval em outras cidades, isso só vem acontecendo por ausência de políticas públicas nos setores de cultura e turismo da nossa cidade.

Se observarmos com melhor cautela perceberemos que nos últimos 10 anos cidades como Bezerros, Catende, Triunfo, Pesqueira, Belém do São Francisco, tiveram um crescimento satisfatório em suas economias durante o período carnavalesco, reflexo do crescimento turístico de suas respectivas cidades. Isso também se deu pelo fato de ter um incremento econômico durante o período, enquanto as cidades que não têm o Carnaval, ficaram economicamente paralisadas pelo feriado. Vale registrar que o Carnaval é um grande aporte de recursos em poucos dias, gerando um fluxo muito grande de receita, com reflexos para o restante do ano. Sua ausência em nossa cidade além de contribuir com a paralisação econômica local, conduz uma considerada parte das nossas riquezas, a serem gastos em outras cidades, obrigando que o nosso crescimento econômico percorrer a um período maior.

Outro fato importante é que durante o período de Carnaval alguns setores, como o de bebidas, turismo e vestuário, registram um crescimento em suas vendas de forma bastante considerada, ou seja, que investem em festas tradicionais e recebem um volume considerável de turistas, aumenta a demanda, nestes lugares, por bens e serviços.

É por tudo isso que a Associação dos Músicos Amadores de Bom Conselho, desenvolveu o Carnaval de Zé Puluca, um projeto totalmente cultural que visa o fortalecimento turístico da nossa Bom Conselho, contribuindo para o crescimento da cadeia econômica de Papacaça. Todos sabem que durante o período de festa popular, as cidades que têm a tradição, têm necessidade de contratar mão de obra temporária, aproveitando a local. Com isso, ela passa a ter experiência e se promove um fluxo de qualificação. O trabalhador pode ter a oportunidade de ser absorvido com um emprego definitivo. A festa gera oportunidade de qualificar pessoas que não tinham muita opção de renda. Por todo isso convocamos a classe política e empresarial de Bom Conselho a refletir no assunto em tela, vamos juntos abraçar os nossos sonhos e desejos, valorizando a nossa história os nossos artistas. Só assim estaremos todos condenados, a gozar dos deleites da prosperidade. 

Juntos vamos viver Bom Conselho intensamente no II Carnaval de Zé Puluca.