sexta-feira, 13 de março de 2015

AMABC criará Ala Ursa para animar o festejo do Carnaval de Zé Puluca


AMABC ajudará na implantação do personagem mais emblemático da cultura pernambucana no festejo de Zé Puluca. Oriundo de uma brincadeira de criança que faz qualquer adulto desejar em ser guri novamente. Carlos Alberto pretende reunir um grupo de crianças e jovens para fazer parte desse extraordinário movimento cultural de Pernambuco. Ajudando assim a implantar uma importante peça no cenário da reconstrução carnavalesca de Bom Conselho.


La Ursa é uma brincadeira do carnaval de Pernambuco, que tem origem em antigos costumes trazidos ao Brasil pelos imigrantes italianos.

A brincadeira é composta principalmente por 3 personagens: o urso, o caçador e o domador, que usa um chapéu para arrecadar moedas da plateia. Ao lado deles vão meninos batendo em latas, o que encoraja a plateia a doar uns trocados para se livrar logo da “orquestra”, que segue seu caminho junto ao urso.

Ao longo do percurso os meninos da batucada gritam “A La Ursa quer dinheiro, quem não dá é pirangueiro”. A brincadeira só termina, quando todos exaustos de brincar, voltam felizes para as suas casas.


A La Ursa tem origem nos ciganos da Europa que percorriam a cidade com seus animais, presos numa corrente, dançando, de porta em porta, em troca de algumas moedas, ao som da ordem: "dança, la ursa".

A figura central é o urso, geralmente um homem vestindo um velho macacão coberto de estopa, veludo, pelúcia ou agave com sua máscara de papel-machê pintada de cores variadas, preso por uma corda na cintura, segurado pelo domador. Em alguns grupos, aparece o caçador, dando tiros para cima sempre que o urso ameaça escapar.

A la ursa dança ao som de toadas do próprio grupo ou sucessos das paradas carnavalescas, podendo variar para o baião, forró, xote e até polca. A Orquestra do urso de carnaval é geralmente formada por sanfona, triângulo, bombo, reco-reco, ganzá, pandeiro; havendo outras mais elaboradas onde aparecem violões, cavaquinhos, clarinetes e até trombones. O conjunto traz por vezes, além do domador, do urso e da orquestra, o tesoureiro (com sua pasta de arrecadar dinheiro), porta-cartaz ou porta-estandarte, balizas e outros elementos que lá estão só para brincar o carnaval.

*Ah, você não sabe o que é pirangueiro? Pode adivinhar pela frase... é avarento!