domingo, 19 de julho de 2015

Anita Studer: A Bióloga suíça que já plantou mais de 1 milhão de árvores no Brasil


Doutora em ornitologia tropical, Anita Studer, 71 anos, que fala português com sotaque nordestino, aprendido entre os Estados de Alagoas e Pernambuco. Ela é uma dessas raras pessoas que fazem tudo para tornar a vida interessante. 


Graças ao seu projeto em defesa da fauna e flora da Pedra Talhada, já plantou mais de 1.000.000 (Hum milhão) de árvores nativas na reserva florestal da Pedra Talhada.  


Em 1 de junho de 2002, 3.000 pessoas desfilaram pela cidade alagoana de Quebrangulo em defesa da plantação de mudas de árvores. Para Anita Studer da Suíça, o evento foi o culminar de 13 anos de trabalho, para uma das árvores plantadas em 1 de Junho, foi o rebento milionésimo em seu esquema para reflorestar a área.


A ornitóloga Anita Studer começou a visitar o Brasil em 1976 para estudar a rica avifauna brasileira. Cinco anos mais tarde, na floresta da Pedra Talhada, perto de Quebrangulo, situado no estado nordestino de Alagoas, ela veio através de meio incomum, Curaeus forbesi. Conhecido pelos habitantes locais como “anumará” . Quando ela disse ao seu supervisor acadêmico em São Paulo sobre sua descoberta do anumará. Tal descoberta lhe daria uma boa tese para sua pesquisa. “Esse estudo requer pressa” disse ele. “A floresta desaparecerá em nove ou dez anos”, previu o seu supervisor. Referindo-se ao rápido desmatamento da área.


A advertência levou Anita a refletir durante a noite, e decidiu: “Primeiro eu vou salvar a floresta, e em seguida eu tenho todo o tempo do mundo para estudar o anumará”. Informou  ao seu supervisor cético. No início de 1980 Studer começou sua odisseia em salvar a floresta da Pedra Talhada. 1989, lançou o projeto Arco Iris (arco-íris) para plantar mais árvores em prol da reserva de Quebrangulo. Tal projeto rendeu o reconhecimento do prêmio Rolex em 1990. Graças ao seu reflorestamento, a região agora está cheia de Anumarás.


Em 2010 Anita Studer foi nomeada pelo Governo Francês ao Título de “Chevalier dans l'Ordre national de la Légion d'Honneur” (Cavaleiro da Ordem Nacional da Legião de Honra). Em reconhecimento aos projetos científicos sobre a vida selvagem na América do Sul, e pela  à proteção ambiental e à implementação de várias ações em prol da humanidade. Em janeiro de 2016, Anita Studer virá prestigiar o III Carnaval de Zé Puluca, movimento esse de resgate e preservação, valorização das expressividades culturais de Bom Conselho.


Com você no III Carnaval de Zé Puluca