segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

O Místico, o Mágico e o Emblemático Tonho de Dinda!!!


O trabalho não para na cidade Alta de Olinda, santuário dos bonecos gigantes do carnaval pernambucano. É no atelier do artesão Camarão, que argila, matéria prima de esculpir a cabeça de um gigantes ganha inúmeras formas de rostos. São das mãos de Camarão que os bonecos gigantes do Carnaval de Zé Puluca vão surgindo, ganhando formas e cores. Nasce o Boneco Gigante do “O Místico, o mágico e o emblemático”, Tonho de Dinda. Ex- fundador do Bloco das Piranhas e Idealizador e fundador do Bloco Os Sombreiros.


Fazer um gigante com as características de Tonho de Dinda, não é uma tarefa das mais fáceis. Nosso emblemático homenageado nunca seguiu um padrão de referencia diante das suas fantasias e adereços. Na verdade muitos o conheciam pelo gosto extravagante e bastante eclético. 

 

Ora seus cabelos eram pintados, raspados, cortados dos mais diferentes formatos e cores. Tanto usava barba e bigode, como não. Assim era Tonho de Dinda. Inovação era a palavra de ordem. Quando o assunto era se fantasiar. Se vestia de metade homem e metade mulher. Sem duvida Tonho de Dinda era um dos mais: Místico, mágico e emblemático dos bonconselhenses.


A AMABC achou por bem representar o seu alusivo boneco gigante, pela figura que tão bem representa seu eterno Bloco Carnavalesco “Os Sombreiros”Agora é esperar para ver qual será o traje o gigante virá para brincar o festejo de Puluca e claro a sua Ressaca, 


A AMABC achou por bem representar o seu alusivo boneco gigante, pela figura que tão bem representa seu eterno Bloco Carnavalesco “Os Sombreiros”. Dando ao Patrono da Ressaca de Tonho de Dinda. Toda elegância de um mexicano de origem bonconselhense, que gostava durante os festejos de momo, se fantasiar da melhor forma que lhe conviesse. Acompanhado pelo gosto refinado da genuína tequila pernambucana (PITÚ). 


O presidente Carlos Alberto, espera que a simplória homenagem ofertada pela AMABC aos amigos e familiares do inesquecível Tonho de Dinda, possa dignificar a sua memória carnavalesca. Momentos mágicos que tanto alegrou os festejos momesco de Bom Conselho. Deixando eterna saudade nas lindas tardes de confetes e serpentinas dos saudosos carnavais de Papacaça. 

Com você na Ressaca de Tonho de Dinda