quinta-feira, 28 de julho de 2016

COCO DO MESTRE GALO PRETO: É Bom Conselho no FIG 2016


O coco irresistível do Mestre Galo Preto deu o ritmou da rica cultura coquista no Palco da Cultura Popular no 26º Festival de Inverno de Garanhuns. Nessa última terça-feira (27) Bom Conselho se fez representar pelo seu mais ilustre filho, que é Patrimônio Vivo do Estado de Pernambuco. Sua marcante apresentação cultural foi tomada pelo certo saudosismo, onde a ausência do saudoso Mestre Preto Limão, falecido em 04 de junho desse corrente ano, foi exaltada. Músico, coquista, cantador, repentista e embolador Galo Preto teve uma trajetória cheia de altos e baixos. Nascido no quilombo de Rainha Isabel zona distrital do município de Bom Conselho, ele é o último remanescente vivo, que cultua a tradição do coco de seus antepassados. Sinônimo de luta social, com as melodias que falam sobre preconceito contra cor e a homofobia, alertas sobre o HIV, direitos dos idosos. Mestre Galo Preto é um artista popular de voz inconfundível, levou o coco pernambucano ao mais alto nível, que o fez receber o título de um dos maiores / ou maior repentista do Brasil.