domingo, 29 de outubro de 2017

ERMIDA DE SANTA TEREZINHA: A procura de um provedor para sua preservação


Por: Carlos Alberto


Nem mesmo o incentivo de Bom Conselho está incluída no novo Mapa do Turismo Brasileiro, faz que o lado patrimonial de nossa cidade ganhem atenções básicas necessárias para atraímos à força do turismo em nossa Cidade. 


Devidamente reconhecida na Rota da Fé pelo Estado de Pernambuco. Aos poucos os Patrimônios Arquitetônicos de Papacaça vão se deteriorando, aclamando por socorro. Necessitando de restauros em suas estruturas. Vale registrar que o objetivo dessa postagem nada tem a ver com politicagem. Campo esse, fértil e preferido daqueles que vivem “da” política, e faz dela uma fonte de renda permanente. 


A discussão aqui tem como finalidade atenções bem mais nobre. Afinal, quem não gosta de viver em um ambiente bem cuidado e limpo? Acredito que todos devem preferir, em conviver num espaço que se sinta bem! 


Em recente visita a Ermida de Santa Terezinha, ouvi de pessoas de fora, comentários que deixaria até os mais desleixados envergonhados. O Patrimônio Arquitetônico Erguido pelo Monsenhor Alfredo Damaso, em consorcio com a população de Bom Conselho, requer cuidados básicos e simples. Na qual destaco em caráter urgente e urgentíssimo a substituição de imediato do quadro de energia. Que pela foto acima, dispensa qualquer tipo de comentário. Exposto a perigo de descarga elétrica, em especial, ao público infantil.

 
A forma desorganizada das fixações de antenas no espaço da mais Bela Ermida de todo Norte e Nordeste, é outro ponto preocupante. Destacando uma antiga antena ao lado da Casa para visitação do Monsenhor Alfredo Damaso, que a qualquer momento com toda certeza irá caí. Só espero que não seja em cima de alguém, ou até mesmo de um carro de um filho da terra ou até de um visitante. 


Tendo em vista que a referida antena está bastante comprometida com seus poucos elementos caindo a toda hora. è importante lembrar que a antena em questão, está bem próxima a única estrada que liga a subida do cruzeiro, a Ermida.


Outro ponto em discussão é a ausência da preservação da referida Ermida. Que necessita em caráter urgente a reposição de alguns poucos vidros em suas belas janelas. Nada de outro mundo que não se possa fazer. Pintura interna e externa, pequenos reparos em suas pequenas rachaduras, tanto nas áreas internas como externa. Dariam aquele tom de zelo, afastando definitivamente os morcegos que fazem da Ermida seu abrigo de refugio.


Entendo que não custaria nada de mais, um pequeno esforço do poder público (Municipal, Estadual ou Federal) em realizar uma pavimentação digna, da Ermida que herdou carinhosamente o nome de SANTA TEREZINHA. Sendo a mesma como um dos Santos Católicos mais querido em toda Bom Conselho. Afinal, são apenas 700 metros de calçamento. E por fim, sinalização, iluminação, segurança municipal e atividade religiosa e musical. Cairia muito bem, para o bom desenvolvimento turístico e lazer de nossa Cidade.


Convenhamos. Afinal, Bom Conselho merece ou não que seus patrimônios sejam bem cuidados?