sábado, 6 de julho de 2013

Artistas de Bom Conselho participam da XIV Fernearte ...







A XIV edição da Fenearte, que acontece de 04 a 14 de julho, no Centro de Convenções, vem com algumas novidades. Com o tema Mulher Rendeira, o evento vai ter 800 espaços, 48 países expondo e  mais um dia de programação. Como nas outras edições, haverá oficinas, palestras e apresentações de cultura popular. Dez países vão expor pela primeira vez na feira: Azerbaijão, Bahrein, Butão, Colômbia, Holanda, Iraque, Irã, Panamá, Myanmar e Suriname.

A riqueza cultural pernambucana está presente nos mais diversos tipos de manifestações artísticas. O artesanato, assim como as artes cênicas, a dança, a música e a literatura, representa a relação do Homem com sua história e tradição. Através das mãos dos nossos artesãos, simples matérias primas e grandes ideias se transformam em verdadeiras obras de arte, registrando o modo de ser e viver do nosso povo.

Com criatividade de sobra e uma grande diversidade de referências, a produção artesanal de Pernambuco se revela através das mais variadas expressões. Seja no barro, na madeira, nas fibras e palhas ou no couro, o fazer artesanal é um dos grandes patrimônios do povo pernambucano. E como disse o Visconde de Eccles, da Câmara dos Lordes britânica, “a excelência do objeto artesanal está no fato de que a mão do homem, além de poder fazer, também tem o poder de curar”.

Além de forte característica cultural e grande ligação com setor turístico, o artesanato se tornou, ao longo dos anos, um importante segmento da atividade econômica do Estado. Só a Fenearte gerou, na sua última edição, R$ 40 milhões. E foi com a preocupação de transformar a arte em fonte de renda para os artesãos, que o Governo do Estado de Pernambuco investe em ações de comercialização do artesanato através do Programa do Artesanato de Pernambuco, PAPE. Atrelado ao PAPE está o Programa do Artesanato Brasileiro – Pernambuco, PAB-PE, que já cadastrou 7. 655 artesãos pernambucanos no Sistema de Informação e Cadastro do Artesão Brasileiro, SICAB.


Segundo Laura Brito Secretaria de Cultura de Bom Conselho, nesta 14º edição, Papa-Caça  participa com 11 artesãos: Josélia Wanderley, Joás Messias, Glaucia Cavalcante, Bia Ferro, Nalva Ferro, Jailda Rodrigues, Leda Cavalcante, Juliane Karine, Aparecida, Wellington e George.

Ausências sentidas nessa 14º Fenearte ficaram: Frei Dimas e Associação Mulheres de Fibras, tradicionais artesãos bom-conselhenses.