terça-feira, 10 de setembro de 2013

Abertas as inscrições para o IX Concurso de Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco


Este ano, três nomes serão escolhidos para se juntar aos outros 30 representantes da cultura popular. Interessados têm até o dia 23 de outubro para se candidatar.

Por mais um ano, o Governo do Estado de Pernambuco reafirma o seu compromisso com a valorização dos nossos mestres da cultura popular. Estão abertas as inscrições do IX Concurso do Registro do Patrimônio Vivo de Pernambuco - RPV, que, desde 2005, vêm prestando o seu reconhecimento a esses verdadeiros detentores dos saberes e conhecimentos tradicionais. Podem se candidatar pessoas físicas ou grupos culturais, constituídos juridicamente ou não. Os interessados têm até o dia 23 de outubro para se inscrever, de segunda à sexta, das 9h às 14h, na Diretoria de Preservação Cultural (Coordenadoria de Patrimônio Imaterial), que fica no 2º andar da sede da Fundarpe (Rua da Aurora, 463/469, Boa Vista - Recife/PE).

Anualmente, o Governo do Estado concede o título vitalício de Patrimônio Vivo de Pernambuco a três personalidades representativas que fazem a história cultural do estado. Para concorrer, as candidaturas ao RPV devem ser propostas por prefeituras ou secretarias municipais de Cultura, a Secretaria Estadual de Educação, o Conselho Estadual de Cultura, a Assembleia Legislativa ou entidades sem fins lucrativos constituídas há pelo menos dois anos e que tenham como uma de suas finalidades a proteção ao patrimônio cultural ou artístico estadual.

Cada proponente só pode apresentar uma candidatura por ano. Para participar enquanto pessoa física é preciso ter nacionalidade brasileira, residir no estado há mais de 20 anos e comprovar currículo de trabalho na área cultural pelo mesmo período de tempo, além de apresentar declaração de renda. Já os grupos culturais, além da declaração de renda, precisam comprovar ter 20 anos de existência em Pernambuco e atuação no fomento à cultura popular e tradicional também pelo mesmo período.

Atualmente, Pernambuco conta com 30 patrimônios vivos. São eles o cineasta Fernando Spencer; a cirandeira Lia de Itamaracá; a circense Índia Morena; o sanfoneiro Camarão; os ceramistas Mestre Nuca e Zé do Carmo; os xilógrafos Dila, José da Costa Leite e J. Borges; a coquista Selma do Coco; o maestro Duda; o sambista Didi e os artesãos Zezinho de Tracunhaém e Manuel Eudócio. Também são patrimônios vivos os seguintes grupos culturais: a Banda Curica, de Goiana – mais antiga do Brasil –; o Teatro Experimental de Arte (TEA), de Caruaru; a Confraria do Rosário, fundada por escravos; o Clube de Alegorias e Crítica Homem da Meia Noite, de Olinda; o Maracatu Leão Coroado; o Caboclinho Sete Flexas, do Recife, e a Sociedade Musical Euterpina Juvenil Nazarena – Capa Bode, de Nazaré da Mata; Maria Amélia da Silva, Tomaz Aquino Leão (Galo Preto); e o Maracatu Estrela de Ouro de Aliança.

Em 2012, foram selecionados a Associação Musical Euterpina de Timbaúba, João Silva e Arlindo dos 8 Baixos. Mestre Salustiano, Ana das Carrancas e Canhoto da Paraíba – que também foram contemplados - faleceram em 2008.

O edital, o regulamento e os formulários de inscrição estão disponíveis nos links abaixo:

http://www.fundarpe.pe.gov.br/abertas-as-inscricoes-para-o-ix-concurso-de-registro-do-patrimonio-vivo-de-pernambuco

Seminário
Com o objetivo de fornecer o máximo de informações necessárias para que os interessados em se candidatar ao RPV realizem suas inscrições corretamente, a Fundarpe irá realizar, no próximo dia 16 (segunda), o Seminário Registro do Patrimônio Vivo - Edição 2013. O evento acontece das 14h às 16h, no auditório da Secretaria Estadual de Defesa Social (Rua da Aurora, 487, Boa Vista - Recife/PE).

Durante o seminário, que é voltado para prefeituras, entidades sem fins lucrativos, mestres e grupos da cultura popular, serão prestados esclarecimentos quanto ao processo de inscrição. O momento servirá para tirar dúvidas sobre quais documentos apresentar, a organização desse material, prazos e sobre a Lei do Patrimônio Vivo.